Oração
 blog | Análise do cotidiano

Por Márcio Alexandre da Silva

Professor de filosofia, morador da vila Prudenciana em Assis, faz análises dos acontecimentos da cidade e região, de interesse de toda a comunidade
 
Oração | 16/03/2010 - 22:18

Novamente insistiremos no tema oração, que deve ser exercitado na quaresma e na vida dos cristãos autênticos. Constatamos que não há fórmulas miraculosas de orações. E, sim métodos e técnicas simples de fé individual ou comunitária.

Analogicamente podemos comparar a oração ao banho. A princípio parece estranho, mas não é. Explico, se o banho é a higienização exterior a oração é a higienização interior. A oração é uma limpeza espiritual que deve ser feita repetidamente. O que acontecerá se você tomar banho uma vez por mês? Os resultados serão catastróficos, principalmente para quem convive contigo. O mesmo ocorrerá com o seu interior se rezares apenas uma vez por mês. Seu íntimo criará lodo, rancor e ódio. E você se tornará uma pessoa insuportável, pois a oração deve refletir no nosso modo de agir. Quem reza se relaciona e convive melhor com Deus e com os outros. É preciso esvaziar-se interiormente das coisas ruins e preencher-se de coisas boas e novas.

Em se tratando de oração e de limpeza interior, o rezar deve nos preparar para sermos mestres espirituais, ou seja, grande mistagógos [que conduz outras pessoas ao mistério trinitário]. Para isso precisamos ter um bom livro de espiritualidade.  Você tem sugestões de bons livros de espiritualidades? Qual será o mais importante livro de espiritualidade do mundo? Ouso dizer sem nenhum medo de errar que o maior e melhor livro de espiritualidade cristã é a Bíblia. Com certeza você tem uma na sua casa, senão a tem compre-a o mais rápido possível, desfrute dessa grande obra espiritual.

Você já tem uma grande fonte inspiradora – Livro Eterno – agora devemos exercitar a oração. O santo cura de Ars afirma “Na oração o Pai nos arma de poder, pois seu espírito, para que se fortifique em nós o homem interior, para que Cristo habite em nossos corações pela fé sejamos arraigados e fundados no amor” comenta São João Maria Vianney.

Inevitavelmente quando pensamos em oração lembramos-nos do Pai Nosso. No almoço em família, na reunião escolar. Enfim, sempre que alguém propõe alguma oração, antes de iniciar uma atividade, impulsivamente alguém começa o Pai Nosso. Por esse motivo e por ter sido rezado pelo próprio Cristo esse modelo de orar tornou-se a Oração Universal, sendo o “Pai Nosso: resumo de todo o Evangelho” conforme sintetiza Tertuliano. Outro estudioso da igreja disse “Percorrei todas as orações que se encontram na escrituras, e eu não creio que possais encontrar nelas algo que não esteja incluída na Oração do Pai Nosso” desafia Santo Agostinho.

Faço uma sugestão para melhorar sua oração e espiritualidade. Determine um lema para sua vida espiritual. Se recolha diante do Santíssimo ou num local propício para oração. Escolha um texto bíblico leia-o, dentro do contexto destaque uma frase, que será seu lema espiritual. Por exemplo, na passagem dos discípulos de Emaús a frase escolhida pode ser “Fica Conosco Senhor”, essa será sua oração. Dentro dessa opção reze, fica comigo Senhor no meu trabalho, namoro, na minha vida, família, saúde. Sempre antes de adormecer leia o texto bíblico e adormeçam recitando seu lema/oração (Fica Conosco Senhor). Pode mudar o tema uma vez por ano após um retiro espiritual, ou tenha sempre esse lema espiritual e pessoal. Mas, você deve escolher seu próprio lema bíblico a passagem de Emaús é apenas para ilustrar a proposta.

Para que a sua oração seja completa e seu exercício quaresmal seja fecundo a Igreja Católica propõe o Sacramento da Reconciliação e Penitência popularmente conhecido como Confissão. Oportunidade que os cristãos tem para procurar um sacerdote e confessar seus pecados e pedir perdão a Deus por meio do sacerdócio de Cristo, na pessoa do padre. O papa Bento XVI orienta “No sacramento da Penitência, Cristo crucificado e ressuscitado, mediante seus ministros, purifica-nos com sua misericórdia infinita, restitui-nos a comunhão com o Pai celeste e com os irmãos e nos dá o dom de seu amor, de sua alegria e de sua paz”. Sendo “Sempre o sacramento da Confissão, o sacramento do Perdão, que hoje é ainda mais redescoberto em seu valor e em sua importância para nossa vida cristã” orienta o Santo Padre.

Nessa quaresma rezemos principalmente pelos padres, devido o ano sacerdotal, busquemos o sacramento da Confissão e pratiquemos o amor caritativo.

textos publicados
Conheça nossas coleções
Clique e confira fotos das baladas Siga-nos no Facebook
Conheça nossos serviços
confira as novidades
Siga-nos no Facebook
Confira nossa hotsite
Confira nosso site
Clique para mais informaçções
Clique e confira